domingo, 10 de maio de 2015

Esquema Montagem de Viga, Passo a Passo com Madeirite

ESQUEMA DE MONTAGEM COM MADEIRITE

Amigos, assim como os pilares, a montagem das vigas parece simples, mas é cheia de macetes que devem ser observados de perto.
Um pouco mais complexa que o pilar, a viga é montada sobre o escoramento. Esse escoramento deve estar muito bem alinhado para que o fundo da viga siga nível identificado em projeto e não tenha desníveis (barrigas).

Viga Concreto Aco Forma
Obs: Clique na imagem uma vez, depois clique novamente para a imagem ampliar!
As vigas são concretadas junto com as lajes, e devem ser bem travadas para que não abram durante a vibração do concreto.
Macete 01: Os painéis devem ser reaproveitados para outras concretagens. Painéis em Madeirite Plastificado (preto) proporcionam maior número de reaproveitamentos. As espessuras dos painéis, dependem da seção das vigas e de como será feito o travamento, mas variam de 12mm a 18mm.
Macete 02: Não se esqueçam de colocar os espaçadores de ferragem, para que ela não fique em contato com o painel e seja garantido o recobrimento do concreto.

Normas Técnicas de Referência

NBR 15696:2009 – Fôrmas e escoramentos para estruturas de concreto – Projeto, dimensionamento e procedimentos executivos
NBR 6118:2014, versão corrigida 2014 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento

Abraço a todos!
Pedreirão.
Fonte: http://pedreirao.com.br/geral/formas-e-madeiras/esquema-montagem-de-viga-passo-a-passo/

quarta-feira, 6 de maio de 2015

TAPUME - CHAPAS DE MADEIRITE

CHAPAS DE MADEIRITE
FORMAS PARA CONCRETO O TAPUMES DE MADEIRA

As chapas de maderite são encontradas com várias nomenclaturas como Formas Resinada que é o nome mais tecnico , Formas para Concreto , Tapume , Madeirit , Madeirite são algus dos nomes dados para o compensado resinado para construção , lembrando que madeirit é marca registrada de um tradicional fabricante e virou sinonimo para todas formas para concreto.Esse produto é cada vez mais utilizado na construção civil para fazer formas e no caso de construção de predios e casas padronizadas são reaproveitadas varias vezes trazendo uma grande economia no custo da obra.
CHAPAS DE MADEIRITE
As Chapas de Madeirite resinadas tem a medida padrão de 2,20 x 1,10 sendo essas com a colagem em cola branca e colagem em cola fenólica alguns fabricantes fazem nas medidas 2,44 x 1,22, em regra é usada a cola fenólica quando a obra permite um grande numeros de reaproveitamentos nas formas.Mas não é só a colagem que faz que as chapas de madeirite tenham um bom desempenho e durabilidade.
A habilidade e conhecimento do profissional que vai lidar com essa chapas é o principal fator.
CHAPAS DE MADEIRITE

Como aproveitar mais as chapas de maderite


Podemos comentar algumas dicas para reaproveitar melhor uma chapa de madeirite seja ela cola branca , cola fenólica ou o madeirite plastificado : O corte da chapa de ser feita serra apropriada , de preferencia antes da serra um riscador (uma pequena serra) , muito importante que serra esteja bem afiada , todos esses cuidados para não haver nenhum rompimento nas beiradas das chapas.
As Chapas depois de cortadas devem ter o topo selado , podemos sugerir uma tinta recuperada , ou tinta de borracha clorada ou uma outra tinta que esteja disponivel , isso para que a chapa não tenha nenhuma infiltração , e com o passar do tempo não venha abrir a chapa. Outro item indipensavel é passar um desmoldante em toda chapa toda vez que vir a ser usada e o cuidado do profissional com ferramenta apropriada na hora da desmontagem da forma de concreto.
MADEIRIT PLASTIFICADO
O madeirite platificado medida padrão 2,44 x 1,22 , como pode-se observar as formas plastificadas existem em varias cores , marrom , vermelho , azul e outras , isso é o padrão que os fabricantes usam para identificar seu produto .Todos os madeirites plastificados são cola fenólica o que varia é a gramatura da pelicula externa chamada de tergofilme , a espessura e qualidade desta implica em quanta vezes a chapa pode ser reaproveitada , por isso é importante o cliente saber através do engenheiro da obra quantas vezes é preciso reaproveitar as formas para que se faça um compra com o dimensionamento certo e uma boa economia nos custos da construção.
A Madeireira que tem a madeira apropriada para seu telhado , as madeiras para o tipo certo de telhado e a madeira certa para sua região .Se o seu caso for construção basica temos o tipo de madeiras que darão maior rendimento e economia , recomendaremos as madeiras que você cliente reaproveitará melhor e não a madeira mais cara ou a mais dura ou resistente que muitas vezes resultará em maior perda de madeira na hora de fazer o reaproveitamento das formas ou tambem uma chapa de madeirite (madeirit é marca registrada) ou forma resinada que tem o preço unitario menor que uma chapa madeirite plastificado , porém dependendo de quantos reaproveitamentos sejam feitos o madeirite plastificado ficará muito mais barato.Enfim nossa empresa está estabelecida desde 1993 vem ano a ano crescendo graças a parceria com o cliente ;da industria que compra madeiras para embalagem ,ou que prefere comprar as caixas de madeiras maciças ou caixas americanas prontas ou mesmo seus pallets para a logistica , ou o cliente da construtora que é o comprador da tabua de pinus das tabuas de cedrinho das formas resinadas (madeirite) ou do madeirite plastificado , da construtora que usa o madeiramento para telhado nos grandes conjuntos habitacionais , ou da construtora que usa as madeiras mais sofisticadas com medidas especiais para telhados de alto padrão ,usando a portas maciças ou portas encabeçadas, portas camarão, tambem o assoalho de ipê ou um assoalho de jatobá , sempre atuando com a mesma atenção no cliente particular ou atuando diretamente comos empreiteiros e arquitetos .Enfim se sua busca é uma Madeireira que tem tradição e bom preço procure quem tem 19 anos no ramo Madeireiro

FONTE:http://www.madeiras.cc/chapasdemadeirite.html

domingo, 3 de maio de 2015

FECHAMENTO DO CANTEIRO: TAPUMES

O canteiro é isolado com tapumes a fim de impedir o acesso de transeuntes à obra.
A norma que regulamenta sua instalação e outras medidas de segurança no canteiro (NR18), determina que o tapume seja construído e fixado de maneira resistente, com altura mínima de 2,20 m em relação ao nível do terreno.
Tapumes para o fechamento do canteiro
Barreira de OSB Tapume para fechamento do canteiro.
Além de oferecer segurança para transeuntes e operários, os tapumes servem também de apresentação da obra e causam boa impressão ao canteiro.
Algumas construtoras, inclusive, utilizam os painéis para fechamento como veículo de comunicação ao pintar as cores de sua identidade visual no tapume e até mesmo ceder o espaço para que artistas possam se expressar.
tapumes como veículo de comunicação
Chapas que garantem boa aparência por todo o período da obra.
Tantos as chapas de OSB quanto as de madeira compensada aceitam tintas à base de solvente ou acrílicas para acabamento.
Produtos indicados para a construção de tapumes e galerias:
OSB Tapume e Compensado Resinado de Virola
OSB Tapume e Compensado Resinado de Virola. Chapas para o fechamento do canteiro.

OSB PARA TAPUMES

Tipo de OSBDimensões
OSB Tapume2,20 x 1,22 m
OSB Canteiro2,44 x 1,22 m

COMPENSADOS PARA TAPUMES

Tipo de CompensadoDimensões
Compensado Resinado de Virola2,20 x 1,10 m
Compensado Super Resinado2,20 x 1,10 m

Veja também:
Tipos de compensados e aplicações
Proteção contra quedas de altura
Proteção coletiva no canteiro

Fonte:http://www.globalwood.com.br/noticias/tapume-de-madeira-ou-metal/#.VUGDQiFViko

quinta-feira, 30 de abril de 2015

A era das madeirites

MADEIRITECAPA
O segundo episódio de 70 e Tal mostrou o que rolava na praia antes das primeiras madeirites aparecerem no Arpoador. Aqui você vai descobrir algumas curiosidades sobre essa prancha peso pesado que inaugurou o surfe nas ondas cariocas. Irencyr Beltrão (foto), fabricou uma especialmente para as filmagens do programa.
O surfe no Rio de Janeiro começou com tábuas de madeira planas e largas, as chamadas “portas de igreja”. Eram frágeis, quebravam com facilidade e ficavam ainda mais pesadas com a água que infiltrava na madeira. Foi em uma visita a uma serraria de lanchas na Ilha do Governador que Irencyr Beltrão, o primeiro shaper carioca, viu o potencial das chamadas “portas de igreja”. Ele percebeu que a partir de compensado naval, poderia encurvar a madeira, e transformá-las em pranchas mais resistentes a água.
Assim, começou a era das madeirites no Brasil. Irencyr abriu sua fábrica e apresentou um produto inovador: bico e rabeta arredondados e quilhas com borda de ataque e de fuga.
“Eu fazia pelo esporte, não queria ganhar dinheiro com isso. Fiz a primeira, depois a segunda, e a terceira. Como ninguém mais tinha prancha, no início eram só três para pegar onda”, lembra o shaper. Mas a produção não parou nas três primeiras. Com a demanda crescente na época, Irency Beltrão chegou a fabricar remessas de até 20 pranchas, espalhando as madeirites pelas areias do Rio.
Uma das pioneiras do surfe feminino, Maria Helena Beltrão, foi fisgada por Irencyr, com quem se casou aos 18 anos, lembra: “Era uma turma pequena, que ficava entre o Marimbás e o Arpoador, a turma da pesca-submarina que gostava de ficar na praia, umas 40 pessoas. Todas as pranchas eram compartilhadas. A meta de quem pegava onda no Arpoador era ficar em pé na prancha e ir o mais longe possível na diagonal.”
Em 1964, veio a revolução: o australiano Peter Troy chegou da Amazônia disposto a explorar as ondas brasileiras com um pranchão feito em espuma de poliuretano e laminado com fibra de vidro e resina de poliéster. Combalido por amebíase, foi acolhido pelo “Barrigua”, apelido do jovem Irencyr , cujo pai era médico. Durante sua estada, impressionou os cariocas com cavadas e hang fives e, de quebra, ensinou seu anfitrião e amigos a fazer uma prancha de surfe moderna.
Este ano, Irencyr voltou à marcenaria e criou uma prancha especialmente para as filmagens do 70 e Tal. Nas fotos abaixo, vemos Irency fabricando a madeirite utilizada pelos surfistas no programa. Patrícia Sodré, Chloé Calmon, Heliana Oliveira, Betinho Dias, Junior Faria e John Magrath foram alguns dos surfistas que experimentaram a réplica.
foto1
foto2
post1
post2
post3
post4




Fonte:http://www.gruposal.com.br/site/blog/a-era-das-madeirites/

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Chapa compensada plastificada

Chapa compensada plastificada

Artigo por Colunista Portal - Educação - sexta-feira, 22 de março de 2013

Chapa compensada é ideal para a montagem de canteiro de obras, forros
A chapa é formada por camadas sobrepostas, prensadas com cola fenólica e com uma película (chamada de filme ou Tergofilme) que forma um acabamento “aparente” liso e aparentemente impermeável. Essa chapa suporta mais a umidade e confere um melhor acabamento ao concreto. Indicada para concreto aparente. O compensado plastificado também tem maior número de reutilizações de formas.

Chapa compensada OSB

A chapa é formada por três camadas com tiras de madeira prensadas com resina de MUPF (uréia, formol, melanina, resina fenólica), alinhados em escamas, de acordo com a EN300 OSB (Norma Européia). OSB é um termo em inglês para Oriented Strand Board. É ideal para a montagem de canteiro de obras, forros, pisos, tapumes de obras. O OSB é feito de madeira reflorestada de crescimento rápido, como eucalípto.

Formas metálicas


São fôrmas compostas por estruturas painéis que foram projetadas criteriosamente com o objetivo de conceber uma fôrma leve, versátil e resistente. 

Assim como as de perfil metálico esse tipo de forma elimina possibilidade de perdas, além de proporcionar economia de tempo e precisão na montagem. 

O uso de formas metálicas em estruturas de concreto armado tem dois condicionantes principais: a necessidade de rapidez e a repetitividade de elementos nos projetos.

As formas metálicas são vantajosas, pois, ao possuírem medidas padronizadas e modulares, proporcionam rapidez na montagem e, ainda, apresentam um alto índice de reutilização. As desvantagens do sistema são o custo elevado, quando comparado com a solução convencional em madeira (o reaproveitamento das formas em obras posteriores pode amortizar essa diferença), e a flexibilidade. As formas metálicas têm pouca flexibilidade para ajuste na obra, portanto sua paginação deve ser prevista no projeto executivo para que a produtividade em montagem não seja comprometida.

Fonte:https://www.portaleducacao.com.br/iniciacao-profissional/artigos/40339/chapa-compensada-plastificada

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Tapumes o Madeirite no Canteiro de Obras

Os tapumes na Obra


Durabilidade e beleza no seu canteiro de obras.
Com LP Tapume você garante uma excelente aparência para sua obra. Tem elevada resistência à ação de chuvas e não empena. Permite um rendimento melhor devido ao tamanho maior que os outros painéis encontrados no mercado.
APLICAÇÕES
Tapumes, barracões de obras e bandejas de proteção.
Atenção: Estes painéis não devem ser utilizados para fins estruturais, tais como: paredes, pisos e telhados. Para estas aplicações recomendamos os painéis: LP OSB Home Plus Estrutural e LP OSB Home Estrutural.
VANTAGENS
·           Boa apresentação por todo o período da obra.
·           Não entorta.
·           Maior rendimento por sua largura 11% maior (9 chapas LP tapume correspondem a 10 chapas de compensado).
·           Resistência à ação de chuvas.
·           Ecologicamente correto.
COMPOSIÇÃO
Composto por tiras de madeira reflorestada orientadas perpendicularmente, unidas e prensadas sob alta temperatura. 
Bordas seladas na cores laranja e bege.
Superfície: Tinta verde (1 face)
Resinas: MDI (interna) e PF (externa)
DIMENSÕES
Formato: 1,22 x 2,20m
Espessuras: 8 / 10 / 12 / 14 mm
DENSIDADE
Produto
Espessura
Densidade
(mm)
(Kg/m³)
6 a 10mm
6 a 10
+/- 0,8
650,0
+/- 20,0
> 10 e < 18mm
> 10 e < 18
+/- 0,8
600,0
+/- 30,0
18 a 25 mm
18 a 25
+/- 0,8
600,0
+/- 30,0
DESEMPENHO
Elevada resistência físico-mecânica.
Qualidade consistente e uniforme.
Isento de vazios internos, nós e fendas.
Boa aparência por todo o período da obra.

fONTE:
http://www.lpbrasil.com.br/produtos/lp-tapume.html
DURABILIDADE

Por todo o período da obra.